Foco: A verdade

Vamos falar sobre FOCO?. Olá a todos os leitores por trás das telas dos seus Smartphones, computadores, relógios inteligentes, tamagochis ou seja lá onde você estiver lendo esse artigo (quem sabe até em marte).

Eu tive alguma dificuldade em organizar minha mente e saber o que começar a falar, como muitas pessoas eu tenho a tendência de misturar muitas informações na minha cabeça e diferentes tópicos, temas e etc. Por isso as vezes fica tudo tão confuso quanto a política do nosso país. Então resolvi falar sobre justamente isso, a verdade sobre o foco.

Como assim “A verdade sobre o foco?”, hmm, vamos começar do velho e bom começo. Você nunca chegou em um momento de sua vida que tinha que focar em algo? Duvido muito.

Iniciando a prática

Desde quando começamos as nossas primeiras interações sociais na escola quando somos crianças, nós já trabalhamos o foco, tanto para se relacionar com as pessoas quanto para aprender alguma coisa, desde o conteúdo mais elementar ao mais complexo. Nós estamos exercitando constantemente a nossa habilidade de focar, agora vem a pergunta: Mas por que ainda temos tanta dificuldade?

Opa, calma ai se você for um leitor que é diagnosticado com deficit de atenção não precisa jogar uma pedra em mim, eu sei o que vocês tem e vou dar uma breve explicação pra quem não sabe.

O que é deficit de atenção?

Não vou entrar em grandes detalhes sobre isso mas o nome correto é “Transtorno de Deficit de atenção por hiperatividade” e tem até uma sigla bem peculiar para descrever, o TDAH.

O TDAH é um transtorno neurobiológico, de causas genéticas, que aparece na infância e frequentemente acompanha o indivíduo por toda a sua vida. Ele se caracteriza por sintomas de desatenção, inquietude e impulsividade. Ele é chamado às vezes de DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção). Em inglês, também é chamado de ADD, ADHD ou de AD/HD.

É um transtorno bem conhecido então tem muuuuuito conteúdo na internet explicando sobre, existem até certas controvérsias de grupos sociais pra debate se de fato o TDAH existe ou não, bem, em pleno século 21 tem pessoas que ainda são céticas a muitas coisas, caso você queira saber mais sobre, vou deixar o link do artigo da Associação brasileira de deficit de atenção aqui.

Satisfeitos? vamos voltar ao FOCO do assunto de novo.

Dificuldade em focar.

Vou assustar um pouco vocês e te dar a conclusão que essa dificuldade é simplesmente cultural.

Crescemos (em grande maioria) sem hábitos de estudo, sem processos rotineiros para resolver problemas no dia a dia, diversos hábitos que seriam de grande utilidade, práticas simples que proporcionariam um grande diferencial… crescemos sem fazer nada disso, aprendemos a resolver tudo em cima da hora, sem planejamento, sem estudo e preparação.

E toda essa confusão são para atividades que já tem o “caminho das pedras”, como uma prova no final do semestre, um trabalho que deve ser feito, a academia que deve ir no final do dia, e então, como focar em algo que não existe um caminho?

Você quer montar um negocio, teve uma ideia sensacional de um aplicativo.

Tem um infoproduto foda pra lançar, já sabe o que tem que estudar/ fazer pra lançar.

Quer passar em um concurso ou em um vestibular, enfim, seja lá que diabos você quiser fazer, não tenho muita paciência pra exemplificar tudo que existe.

E ai se não fomos educados pra aprender a estudar, aprender a focar em um objetivo, como conseguimos isso?

Vamos aprender tudo de novo então! Vamos fazer cursos de empreendedorismo, comprar livros de “Como passar em um concurso”, fazer cursos online e com um aceno de mão e algumas horinhas perdidas recuperamos essa deficiência? Errado, ainda não mudamos, se crescemos assim está gravado no nosso DNA que devemos ser assim.

Sair da zona de conforto não é fácil, mudar não é nada fácil muito menos forçar seu corpo a fazer o que ele não quer.

“Poxa estou muito gorda, preciso entrar na academia”

-Mulher aleatória.

Saber que a academia vai resolver seu problema é uma coisa, agora ir treinar todos os dias diligentemente, seguir uma dieta é outra coisa TOTALMENTE diferente.

Quero ficar rico, e sei como fazer isso

Homem aleatório

Se vontade realizasse objetivo não teria ninguém pobre no mundo. Então qual a solução pra essa bosta que é não conseguir focar em nada?

A resposta é dolorosa mas não existe atalhos: Começar e não parar até conseguir.

Ter foco é uma tortura diária, nos primeiros momentos pode-se variar os diversos sentimentos na pessoa, tanto quanto se sentir muito empolgada em fazer aquilo ou ela pode se sentir forçada, mas no final tudo vai levar ao mesmo resultado: desenvolver a doença do DDE.

Ter foco é um tortura diária.

Derrota, desistência e esquecimento.

Derrota por você fracassar no que tinha planejado inicialmente. Desistência por desistir que alcançar ou até mesmo tentar isso, e por fim o esquecimento, que é esquecer até mesmo que tinha esse objetivo e fazer outra coisa que te atraiu no meio do caminho, triste. 🙁

Então comece a subir degrau por degrau, se você descer um, não desça todos, seja forte e suba de novo e de novo até você se acostumar, mas nunca se deixe derrotar, desistir ou esquecer vá até o fim.

Agora vamos encerrar esse artigo por que já cansei de imaginar a cara feia de vocês.

Agradeço a todos que leram até o fim, comente se você leu todo e sobre o que você acha, podem desabafar, mas com consciência.

Atenciosamente, Samir.